Reino Vegetal: resumo de Biologia

reino vegetal resumo características exemplos


Assunto: Reino Vegetal
Tópicos: características gerais, classificação das plantas

Reino Vegetal: Características Gerais


Junto às algas (protistas ou cianobactérias), as plantas são os principais organismos responsáveis pela produção da matéria orgânica e da manutenção do oxigênio dos quais dependem os diversos ecossistemas da Terra. São seres pluricelulares e eucariontes, e a principal característica que as difere dos fungos ou dos animais é o fato de serem autótrofas (utilizando a fotossíntese). 

Classificação das plantas


As plantas podem ser classificadas em: algas, briófitas, pteridófitas, gimnospermas e angiospermas. Noa próximos resumos nós vamos estudar cada uma dessas classificações em detalhes, explicando os pontos mais importantes que você precisa saber.  

As plantas também podem ser classificadas de acordo com a organização da estrutura vegetal (raízes, caules, folhas), com o grau de desenvolvimento dos órgãos reprodutores (sementes e flores) e também de acordo com a presença ou ausência de tecidos especializados de transporte (xilema e floema). 

É essa classificação que nós vamos ver agora. 

Quanto à estrutura vegetal, as plantas podem ser:


Talófitas: possuem estrutura vegetal mais simples (não possuem raízes, caules ou folhas). Esse é o caso das algas e das briófitas

Cormófitas: possuem uma estrutura vegetal mais desenvolvida (possuem caule, raiz e folhas). Esse é o caso das pteridófitas, das gimnispermas e das angiospermas


Quanto aos órgãos de reprodução, as plantas podem ser:

Criptógamas: possuem órgãos de reprodução relativamente pouco desenvolvidos, (essas plantas não têm flores ou sementes). São as algas, as briófitas e as pteridófitas

Fanerógamaspossuem órgãos reprodutores mais visíveis e desenvolvidos. É o caso das gimnospermas (que têm estróbilos) e das  angiospermas. (que têm flores). 


Quanto à presença ou ausência de vasos (condutores de seiva):

As plantas podem ser avasculares (sem vasos) ou vasculares (com vasos). 

Avasculares: são plantas que não possuem vasos condutores de seiva (esse é o caso das algas e das briófitas). Por causa disso, os nutrientes são transportados por difusão ao longo de toda a estrutura vegetal e esse processo torna lenta a reposição de água na planta. Isso explica o tamanho dessas plantas (são pequenas) e também explica o fato de viverem em ambientes aquáticos ou úmidos.

VascularesPossuem vasos condutores, que permitem a adaptação das plantas à vida terrestre. Esse é o caso das pteridófitas, das gimnospermas e das angiospermas.

Observação:

Os vasos das plantas vasculares são chamados de xilema e floema. O xilema (ou lenho) é um conjunto de vasos que transportam água e sais minerais na planta (essa é a seiva bruta), enquanto que o floema (ou líber) é um conjunto de vasos especializados na condução de nutrientes orgânicos (essa é a seiva elaborada).

Xilema: transporta a seiva bruta (água e sais minerais)
Floema: transporta a seiva elaborada (nutrientes)


Agora, vamos começar a estudar a classificação geral das plantas (algas, briófitas, pteridófitas, gminospermas e angiospermas). Vamos falar das algas. 

Classificação das Algas


Rodófitas (Divisão Rhodophyta): São as algas vermelhas, marinhas e geralmente macroscópicas. Além da clorofila (tipo A), possuem pigmentos acessórios (chamadas de ficobilinas). O pigmento que elas possuem em maior quantidade é a ficoeritrina, que lhes confere a cor avermelhada. Como algas vermelhas importantes, temos o gênero Porphyra (que é usado na alimentação humana) e Gelidium, de onde se extrai o ágar usado como substrato para culturas microbianas, além de ser usado na fabricação de gelatinas e balas. 

Feófitas (Divisão Heterokontophyta - classe Phaeophyceae): São as algas pardas, marinhas e geralmente macroscópicas. Além da clorofila dos tipos A e C, apresentam outros pigmentos, como a fucoxantina (que confere sua coloração). Na alimentação humana, o gênero Laminaria é muito utilizado e estes indivíduos podem ter até 50 metros de comprimento e são chamadas de algas gigantes. Outro gênero importante é o Sargassum, que é utilizado como adubo orgânico.

Clorófitas (Divisão Chlorophyta): São as algas verdes, encontradas em ambientes marinhos e dulcícolas (água doce). Podem ser unicelulares, pluricelulares ou cenocíticas. Das clorófitas em diante (briófitas, pteridófitas, gimnospermas e angiospermas) há a presença de mais de clorofilas dos tipos A e B, que atuam bem com pouca ou muita luminosidade. Importante na alimentação, principalmente oriental. Exemplo: alface-do-mar. 

Próximo
« Prev Post
Anterior
Next Post »