Reino Monera: Resumo de Biologia (reprodução, importância e características)

reino monera resumo características biologia


Assunto: Reino Monera (parte 2)
Tópicos: reprodução assexuada, recombinação genética, importância, algas azuis

Está é a 2ª parte do resumo sobre o Reino Monera. Para ler primeira parte, clique aqui


As bactérias podem se reproduzir de forma assexuada e também podem fazer recombinação genética (transferência de material genético de uma bactéria para outra). Veremos, agora, as características de cada um desses processos. 

Reprodução Assexuada



Na reprodução assexuada, é muito comum a bipartição (ou cissiparidade), que ocorre quando um indivíduo se divide em dois depois da duplicação do DNA. É um processo rápido se o ambiente for favorável à reprodução. 

reino monera reprodução bactérias


Além da bipartição, pode haver também a formação de endósporos e exósporos. Esse mecanismo ocorre quando as condições ambientais estão desfavoráveis para o microrganismo e a célula se transforma em um endósporo (um esporo de resistência). É chamado desta forma porque ele pode resistir a temperaturas extremas e à dessecação. 

Recombinação Genética


Existem três tipos de mecanismos de recombinação genética: conjugação, transdução e transformação

Conjugação: ocorre o pareamento de dois indivíduos, onde um deles será o doador do material genético. Esta transferência ocorre através de um apêndice chamado pilus. O material já transferido à célula receptora se recombinará com o seu próprio material e estes serão transmitidos às células-filhas. 

conjugação bactérias reino monera recombinação genética


Transdução: o vetor do material genético é um vírus (um bacteriófago, por infecta bactérias). Ele entra na célula bacteriana carregando material genético de outras bactérias que o hospedaram anteriormente. Se a bactéria sobreviver à infecção dos vírus, portará o novo material genético. O vírus pode sair e infectar outras bactérias levando material genético desta última. 

Transformação: as moléculas de DNA livres (plasmídeos) atuam nesse processo. Bactérias podem absorver estas moléculas, que se replicam, então, dentro delas. É um processo espontâneo, mas muito comum na engenharia genética. Um exemplo do que é feito utilizando este processo é a incorporação do gene responsável pela produção de insulina em ratos. Ele é incorporado ao plasmídeo de Escherichia coli para a produção de insulina. 

Importância das bactérias


Presentes em todos os ambientes terrestres e aquáticos, nas mais variadas temperaturas e pH, as bactérias possuem uma inegável e vasta importância para o ser humano. Veja alguns exemplos da importância das bactérias:

Agricultura: na fixação de nitrogênio, ciclo de nutrientes, criação de animais.

Alimentação: na fermentação de alimentos, aditivos químicos (glutamato monossódico, leveduras) e preservação de alimentos (calor, frio, radiação).

Biotecnologia: Terapia gênica para doenças, fabricação de produtos farmacêuticos (antibióticos) e OGM's.

Doenças: bactérias podem ser usadas para identificação, tratamento, prevenção e cura de doenças. 

Energia e meio ambiente: biocombustíveis (transformação de milho em etanol, pela fermentação), biorremediação, mineração microbiana, tratamento de esgotos, controle biológico, etc. 

Alguns exemplos de bactérias importantes


Bactérias patogênicas ao homem: Clostridium tetani (causadora do tétano), Escherichia coli (infecções urinárias), Mycoplasma pneumoniae (pneumonia), Neisseria meningitidis (causadora da meningite), Propionibacterium acni (causadora da acne), Salmonella thyphimurim (intoxicação de alimentos), Staphylococcus (inflamações diversas).

Bactérias nitrificantes: Rhizobium (presentes nos nódulos de leguminosas), Nitrosomonas, Nitrobacter, Azobacter (presentes no solo).

Bactérias fermentadoras: Lactobacillus spp. (fazem a fermentação láctica), Acetobacter aceti (fermentação acética -> vinagre).

Produtoras de antibióticos: Streptomyces griseus (estreptomicina), Streptomyces aureofacies (aureomicina), Streptomyces rimosus (terramicina), além de mais de 80 outros antibióticos produzidos por Streptomyces

Algas Azuis (Cianophyta)

cianobacterias alga azul reino monera biologia resumo


Juntamente com as bactérias, as algas azuis estão presentes no grupo dos procariontes. São muito semelhantes às bactérias, mas fazem fotossíntese com a clorofila A, o que é um marco na evolução dos seres vivos. Vivem em ambientes de água doce ou salgada e também em ambientes extremos em temperatura e pH. Fazem fixação de nitrogênio e fósforo e podem ser endossimbiontes de amebas, fungos e protozoários.



Próximo
« Prev Post
Anterior
Next Post »