Superclasse Pisces (peixes): características gerais


superclasse pisces peixes classificação características reprodução



Assunto: Superclasse Pisces (peixes)
Tópicos: características gerais, classificação

Os peixes pertencem à Superclasse Pisces, que faz parte do Subfilo Vertebrata, que faz parte do Filo Chordata, que faz parte do Reino Animal

Características Gerais


Os peixes são animais aquáticos, com corpo fusiforme e com nadadeiras. Também possuem musculatura segmentada no tronco, que permite fazer o corpo ondular durante durante o nado. São animais pecilotermos (temperatura do corpo varia de acordo com o meio), que respiram por meio de brânquias e possuem coração com duas câmaras (um átrio e um ventrículo). 

Os peixes também possuem nas laterais do corpo as chamadas linhas laterais. Nelas se encontram poros que fazem comunicação com o canal subcutâneo. Neste canal, estão células sensoriais das quais os peixes necessitam para perceber vibrações e pressão da água (o que permite também detectar a presença de presas e predadores).

Os peixes são divididos em duas classes: Chondrichthyes (peixes cartilaginosos) e Osteichthyes (peixes ósseos). 

Peixes Cartilaginosos (Classe Chondrichthyes)



Neste grupo estão os tubarões e arraias. São animais marinhos (ou seja: só são encontrados em água salgada) que têm o esqueleto cartilaginoso leve e uma quantidade alta de óleo no fígado, o que aumenta sua densidade e facilita a flutuação na água. 

Eles são dotados de cinco pares de fendas branquiais, além do espiráculo, um orifício anterior à primeira fenda branquial que permite a entrada de água até as brânquias. Possuem boca e cloaca, que é uma estrutura onde terminam os dutos dos sistemas digestório, urinário e genital. 





Peixes Ósseos (Classe Osteichthyes)


Compreende o restante dos peixes, como o dourado, a tainha e o cavalo-marinho. Podem ser marinhos ou de água doce, possuem quatro pares de fendas braquiais e não possuem espiráculo

Diferentemente dos peixes cartilaginosos (que não possuem proteção para as brânquias), os peixes ósseos têm uma estrutura localizada atrás dos olhos chamada opérculo, que tem a função de cobrir as brânquias. Alguns peixes deste grupo possuem uma estrutura em forma de saco (chamada de bexiga natatória ) que armazena gases e tem função hidrostática, ou seja: ajusta as densidades do corpo do peixe de acordo com a da água, dependendo de seu movimento.

Os peixes com bexiga natatória podem pertencer a dois grupos: os fisóstomos, que são aqueles em que a bexiga se liga à faringe e o peixe necessita nadar até a superfície para obter ar e depois esvaziar pela boca; e os fisoclistos, que não possuem comunicação entre a bexiga natatória e a faringe, e o ar do qual ele necessita é retirado do sangue e eliminado por ele também.

Nos peixes ósseos não há presença de cloaca, mas sim de ânus e boca


Próximo
« Prev Post
Anterior
Next Post »