Anelídeos - Resumo de Biologia (características gerais)

anelídeos resumo características gerais



Assunto: Anelídeos (Filo Annelida)
Tópicos: características gerais, classificação, reprodução

Características Gerais


Os anelídeos (Filo Annelida) são animais terrestres ou aquáticos (de água doce ou salgada), podendo ser de vida livre ou então simbiontes. As minhocas e 

Eles têm corpo alongado, cilíndrico e metamerizado (ou seja: corpo dividido em anéis, metâmeros, segmentos). Esta divisão ocorre também internamente, onde cada anel abriga estruturas individualizadas. Os anelídeos são protostômios, celomados e têm simetria bilateral. A cavidade celomática dos anelídeos é bem desenvolvida, possuindo um líquido que transporta nutrientes, gases e outras substâncias. 

O corpo dos anelídeos possui uma fina cutícula que é secretada por um tecido epitelial simples. Além disso a parede do corpo é bem desenvolvida para auxiliar na locomoção. Também possuem cerdas quitinosas externamente que auxiliam no mecanismo locomotor.

O sistema digestório é completo e a excreção é feita por nefrídios (excretas são eliminadas por poros). A respiração é cutânea, ou por brânquias no caso dos aquáticos. 

Os anelídeos possuem um sistema cardiovascular (que aparece pela primeira vez no reino animal) e esse sistema é composto por vasos que formam o sistema circulatório fechado

Classificação dos Anelídeos


Polichaeta: são representados pela nereida (ou palolo). Em geral são animais marinhos, podendo viver livres ou enterrados na areia. Os anéis de seu corpo apresentam estruturas chamadas parapódios, que possuem cerdas que auxiliam na locomoção (veja a imagem abaixo) e também ajudam nas trocas gasosas e na proteção. A cabeça possui apêndices (tentáculos).

Nereida (anelídeo Polichaeta)


Oligochaeta: animais terrestres ou dulcícolas (que vivem em água doce). A maioria desses tipos de anelídeos têm vida livre, mas alguns deles são parasitas. Possuem poucas cerdas ao longo do corpo e têm cabeça reduzida. Possuem o clitelo, que é uma região secretora atuante na reprodução. Um exemplo de oligoqueta é Lumbricus terrestris, a minhoca.

Achaeta (Hirudinoidea): são animais dulcícolas ou marinhos. Em geral, são ectoparasitos ou de vida livre. Possuem muito poucas (ou nenhuma) cerda e os segmentos corporais são subdivididos superficialmente. Possuem clitelo (assim como as minhocas) e  representante do grupo está a sanguessuga. 

Reprodução dos Anelídeos

Para explicarmos a reprodução dos anelídeos, usaremos a minhoca como exemplo. 

As minhocas são hermafroditas e  possuem uma região secretora chamada de clitelo, que auxilia na reprodução, produzindo um casulo onde são depositados óvulos maduros. O casulo se desprende e chega à região anterior de outra minhoca que vai liberar espermatozoides e iniciar a fecundação (é a fecundação cruzada). O casulo, então, se desprende contendo óvulos fecundados que, mais tarde, se desenvolverão, dando origem a indivíduos jovens (desenvolvimento direto).  
Próximo
« Prev Post
Anterior
Next Post »