Vírus - Resumo de Biologia



Assunto: Vírus
Tópicos: classificação, estrutura, reprodução, doenças

Hoje nós vamos falar sobre os vírus. Veja um resumo completo de biologia com tudo o que você precisa saber sobre esses organismos. 

Os Vírus

Os vírus são um grupo de organismos que não é classificado dentro de nenhum reino, embora eles estejam em toda a parte tendo o poder de infectar quaisquer outras formas de vida, desde bactérias até animais e plantas. 

Sem classificação?


O sistema de classificação universal não inclui os vírus porque eles não têm características básicas dos organismos em geral. Como por exemplo, os vírus não têm uma organização celular e também não possuem metabolismo próprio. Sua existência só foi comprovada no fim do século XIX, quando surgiram os microscópios mais modernos. Porém, antes disso já se supunha a existência de seres capazes de causar algumas doenças. 

Exemplos de Vírus



Estrutura dos Vírus


Os vírus são seres microscópicos considerados parasitas intracelulares obrigatórios, ou seja: eles necessitam de um hospedeiro para se reproduzir (sem o hospedeiro os vírus ficam inativos). A estrutura viral é formada por: 

DNA ou RNA: material genético de fita dupla ou simples, linear ou circular;

Capsídeo: composto por proteínas, protege o material genético tem característica metaestável, ou seja, devem tornar o genoma estável protegendo-o, mas quando for necessária a infectar o hospedeiro para se reproduzir, ele deve liberá-lo rapidamente;

Envelope: membrana viral, formada a partir da membrana do hospedeiro. 

Nucleocapsídeo: material genético + capsídeo;

Matriz: proteína que preenche o espaço entre o capsídeo e envelope 

À esquerda, um esquema do vírus influenza (causador da gripe).
À direita, um esquema de um vírus bacteriógrafo (que infecta bactérias).


Reprodução dos Vírus


Como os vírus dependem de seu hospedeiro para sobreviver, eles não podem ser muito bem sucedidos para não matar seu hospedeiro, mas ao mesmo tempo não podem ser tão passivos ao ponto em que as defesas de seu hospedeiro impeçam seu crescimento e os eliminem. 

A multiplicação viral ocorre em cinco etapas: 

1) Adsorção: é o processo de colisões dos vírus ao acaso. As células possuem receptores para os vírus, alguns têm receptores exclusivos;

2) Penetração: o vírus penetra na célula hospedeira por endocitose ou por fusão com a membrana celular;

3) Síntese de proteínas: são fabricadas pelo vírus novas proteínas e ácidos nucleicos;

4) Montagem de novos vírus: os novos vírus (partículas virais) vão sendo montados;

5) Liberação: por lise da membrana celular, eles são liberados para infectar novas células hospedeiras; 

Obs.: Uma única partícula viral pode formar de 1.000 a 10.000 novas partículas virais por célula.  



Vírus e Doenças


A disseminação dos vírus é muito efetiva, já que eles possuem hospedeiros de todos os tipos. O alcance dos vírus acaba sendo muito grande porque eles podem infectar humanos, animais marinhos, morcegos e aves migratórias. 

A disseminação pode ocorre por contato com fezes, saliva (tosse, fala, beijo, aerossóis), sangue, urina, sêmen, leite e lesões de pele. Há inúmeras doenças de grande importância que assim são disseminadas, como dengue, hepatite viral, febre amarela, caxumba, sarampo, catapora, herpes, além das doenças causadas pelo ebola, pelo hantavírus, pela influenza e pelo HIV. Diante de um conjunto de doenças tão grande que podem ser causados pelos vírus, seres dos quais nunca poderemos nos livrar, fica clara a importância da prevenção (higiene e proteção adequada), do diagnóstico e dos tratamentos corretos. 

HIV: o vírus da Aids


Também chamada de síndrome da imunodeficiência adquirida, é uma doença que causa uma intensa debilitação, prejudicando o sistema imune e, assim, deixando o indivíduo exposto a infecções de todos os tipos. 

O HIV é chamado retrovírus pois possui RNA e uma enzima capaz de sintetizar DNA a partir do RNA viral, chamada transcriptase reversa. O DNA produzido sintetizará novas moléculas de RNA e formará novas partículas virais, criando uma infecção no hospedeiro. O vírus ataca os linfócitos T (leucócitos ou glóbulos brancos) do sangue, que produzem anticorpos e, portanto, impede a defesa do corpo, tornando-o vulnerável a inúmeras infecções causadas por outros organismos como bactérias, fungos, protozoários e outros vírus.  
Próximo
« Prev Post
Anterior
Next Post »